Declínio e queda do Império Romano (edição abreviada)

declinio-e-queda-do-imperio-romano--edicao-abreviada-_mini.jpg
1

Gibbon, Edward / 1989

livro editado

Breve apresentação

 

Edward Gibbon, historiador inglês do século XVIII ligado ao movimento Iluminista (movimento de defesa do progresso e de que as “luzes da razão” fossem espalhadas por toda a sociedade, com muita filosofia, ciência, arte e educação em geral), foi o primeiro a desenvolver um estudo realmente longo e profundo a respeito da queda do Império Romano e do início da Idade Média, tentando explicar esse processo histórico.

Sua principal obra sobre o assunto –– esta, na versão completa e não "abreviada" –– continua até hoje sendo considerada um dos maiores clássicos sobre o assunto, e é muito discutida.

As explicações de Gibbons sobre o modo como as coisas foram acontecendo são consideradas em geral muito boas e úteis, mas nem todos os historiadores de hoje concordam plenamente com todas elas em todos os detalhes. Há correções sendo propostas, mas essas propostas de correção sempre acabam gerando debates e polêmicas com alguns historiadores que preferem continuar seguindo mais de perto a linha de
Gibbon.
A versão aqui referida do livro Declínio e queda do Império Romano é uma edição "abreviada", o que significa que foi editada, cortada e resumida, com muitos detalhes excluídos, mantendo apenas as partes mais
importantes de cada capítulo. Esta versão "abreviada" (ou resumida) tem 497 páginas, então se pode imaginar o tamanho da obra na versão completa — que sem dúvida, apesar do tamanho, deve ser bem mais interessante.

rodapé